NATUROPATIA E A CURA PESSOAL

por Karenn Liège - cursoseterapias@gmail.com

 

 

Quem me conhece pessoalmente sabe da minha busca constante pelo chamado "caminho do meio" tanto na saúde física, como na mental, emocional e espiritual. Recentemente encontrei no curso de Naturopatia uma forte e agradável ferramenta de auxílio neste meu caminho de reencontro com meu SAGRADO EU.
Há 6 anos, ministro aulas no curso de Naturopatia da Escola Ponto de Luz de Porto Alegre, atuando nas áreas da Metafísica da Saúde e Reprogramação Mental, mas não tinha ainda esta formação em meu currículo. Quando eu comecei não tinha muita certeza do que tratava o curso exatamente, achei que era uma formação recentemente criada em função de toda esta onda de retorno à Natureza, mas descobri que o termo foi criado em 1885, e os cursos começaram na década de 70 do século passado. Quando fui convidada a dar aulas e olhei o currículo pela primeira vez, tive a impressão que era um curso que ensinava a dar chás e florais, tudo muito natural, quase sem base científica - lembrei da minha mãezinha que sabia "tudo" sobre chá e acabou nos criando muito saudavelmente, sem remédios e sem refrigerante. Desculpem pelo pobre julgamento que fiz de primeira vista, típico de uma crítica Bacharelanda em Física. Eu estava bem aquém da verdade!

Conforme meus alunos traziam suas experiências dentro do curso fui me apaixonando e me incentivando cada vez mais a realizar logo esta formação, mas somente no ano passado consegui me organizar o suficiente para concretizá-la. É claro que o curso de Naturopatia nos ensina a utilização das ervas e florais, mas com uma metodologia tão embasada que logo perdi a falsa impressão - especialmente depois que fiz Anatomia e Fisiologia e que participei do estágio das nossas formandas - tudo muito organizado e profissional.

Nas disciplinas mais naturais, como trofoterapia, fitoterapia, aromaterapia e florais, percebi que nos tornamos mais conscientes do movimento de retorno ao Sagrado, mesmo não havendo este enfoque no curso. Aos poucos fui me sentindo mais sincronizada e em maior equilíbrio com o universo ao meu redor. Em paz com a mãe natureza!

Eu havia encontrado um exercício diário e repleto de técnicas que me mantinha no caminho do meio praticamente sem esforço.

Quando começaram as catarses e curas, comecei a desconfiar que o curso dava muito mais do que prometia. Acompanhei a transformação de muitos de nossos alunos, que iniciavam o curso, cheios de traumas e couraças de defesas. Os vi abrirem-se, crescerem, e ultrapassarem seus próprios limites e aos poucos irem se transformando em pessoas mais felizes, mais livres e bem resolvidas - embora nem todos tenham esta percepção. 

Então pude provar pessoalmente as catarses - principalmente na disciplina de puericultura, quando entrei em contato com meus próprios traumas de nascimento - e, acreditem, mesmo depois de tantas buscas, terapias, renascimentos, apenas ali me senti finalmente em paz com o ato do nascer e com minha criança.

Não há quem possa entrar neste curso e sair exatamente igual, nem como aluno, nem como professor, e eu por graça, tive ambas experiências.

Um curso que não propicia as catarses e consequentemente a cura de seus alunos, não pode formar terapeutas.

Em meus discursos, sempre explico que devemos trazer a espiritualidade para a prática, não basta rezar ou meditar se não houver a ação diária, a visão holística! Estar consciente em tudo o que fazemos, na comida que preparamos e comemos (Terapia Nutricional), na maneira como lidamos com nosso lixo (Ecologia), na visão que temos da realidade (Física Quântica), na integração com as energias da Natureza (Terapia Floral, Fitoterapia), na consciência sobre nossa própria energia (Arículoterapia), na consciência da energia ao nosso redor (Radiestesia e Radiônica), e principalmente ao assumir a responsabilidade por nossa própria cura adquirindo ferramentas que facilitem o processo. 

À medida que vou encontrando minhas próprias couraças, e tenho a possibilidade de resolvê-las, trata-las, vou permanecendo mais presente, mais Consciente. Somente desta forma podemos ser terapeutas. O terapeuta que tirou muitas couraças é um terapeuta que entende o processo e o Caminho da cura!

EU Sou, 
cada vez mais
Karenn Liège

 

Obs: Em Porto Alegre, no curso de Naturopatia da Escola Ponto de Luz, dou aulas de METAFÍSICA DA SAÚDE, PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUISTICA E QUÂNTICA

INFORMAÇÕES: 51 3325 5492

Porto Terapia Uma nova Concepção de Vida

cursoseterapias@gmail.com - 51 998 11 3042